Circular Turismo SP: o ônibus paulistano de dois andares. Detalhes de experiência

Visitar pontos turísticos tradicionais da cidade de São Paulo passou a contar com uma forma já tradicionalmente utilizada com sucesso em muitas cidades do mundo: o Circular Turismo SP, o Hop-On Hop-Off paulistano. Com a proposta de conhecer com conforto e segurança um pouco mais sobre o incrível destino que é São Paulo e possibilidade de embarques e desembarques ilimitados pelo circuito, o clássico ônibus colorido de dois pisos circula por São Paulo desde 12 de março de 2016.
O roteiro apresenta informações sobre a história, arquitetura e cultura da capital paulista além de apontar referências famosas como a esquina da Ipiranga com a São João ou o edifício Copan. Há também orientação sobre os pontos turísticos que podem ser visitados nos arredores das paradas. Fizemos o passeio completo em dezembro de 2016 para poder informá-lo com detalhes sobre tudo (e um pouco mais) que precisa saber antes do embarque. Turistas paulistanos ou em visita sairão contentes com a experiência desde que suas expectativas sejam alcançadas, no que este texto será de utilidade.

1. Datas e horários de funcionamento
O Circular Turismo SP funciona diariamente, de domingo a domingo, com exceção programada apenas para os dias 24, 25 e 31/12/2016 e 01/01/2017.
São três saídas diárias a partir da parada 1 – República. De segunda a sexta-feira: às 9h, 11h20 e 14h10; aos sábados: às 8h, 10h30 e 13h30. Domingos e feriados, saídas às 10h, 11h40, 13h20, 15h30 e 17h10. A duração do trajeto prevista é de 3 horas.

2. Sobre os ingressos
A venda dos ingressos ocorre somente no momento da entrada no ônibus e um cobrador específico para esse serviço também fornece as primeiras instruções. O pagamento, de R$ 40,00, pode ser em dinheiro, cartões de crédito ou débito. Não há meia entrada e o ingresso é válido por 24 horas a partir da primeira utilização, com embarques e desembarques ilimitados nos pontos de parada do circuito durante o funcionamento do serviço.

Junto com o ingresso-cartão eletrônico de embarque, você recebe um folder com mapa explicativo, impresso em abril de 2016. Embora muito poluído visualmente em parte por estar em três idiomas, ele dever ser lido, sendo muito útil principalmente para quem não é da cidade. Detalhe que o folder tem sete dobras com duas faces e não há a foto do ônibus. Acredito que deva ser refeito de forma mais clara e atualizada.
À entrada você recebe também um cartão de papel que deverá ser apresentado junto com o ingresso e que dá direito à entrada gratuita e individual em sete locais culturais contemplados no trajeto original: Catavento Cultural, Museu Afro Brasil, Museu de Arte Sacra, Museu de Arte Moderna (MAM), Museu do Futebol, Pinacoteca de São Paulo (Pina_ Estação) e Pinacoteca de São Paulo (Pina_ Luz).
Detalhe que o ingresso é válido por dois dias contados da primeira utilização, independente de seu passeio.

3. Conhecendo o circuito
Desde a implantação, inicialmente em caráter experimental, o circuito sofreu algumas modificações como, por exemplo, a retirada da Parada Luz em 14 de julho devido ao comprometimento local pelo incêndio ocorrido no Museu da Língua Portuguesa, local da antiga parada.
Segundo informação por escrito do administrador/gerente o retorno da parada Estação da Luz já está sendo estudado. Boa notícia.

O circuito em dezembro de 2016 compreende as seguintes paradas:
1) República
2) Pacaembu
3) Paulista MASP (exceto aos domingos em razão do Programa Ruas Abertas)
4) Paulista Casa das Rosas (exceto aos domingos em razão do Programa Ruas Abertas)
5) Ibirapuera
6) Centro Cultural SP
7) Liberdade
8) Pateo do Collegio
9) Theatro Municipal

Todas elas são identificadas por totens vermelho e amarelos como os ônibus, devidamente identificados com o número da parada e seqüência dos pontos. Detalhe para a parada Ibirapuera que, devido ao local compreender uma área muito extensa, informo que está localizado no portão 10.
A parada Paulista MASP na verdade fica do lado oposto ao museu e a três quadras dele. Foi o único que precisei procurar para encontrar e agora informo que foi instalado próximo a uma Central de Informação Turística (mas longe do MASP).
Outro detalhe sobre as paradas é o Pacaembu. O veículo estaciona em local estratégico para fotos, porém o ponto fica um pouco escondido num mato na região do estacionamento.

O trajeto que fiz durou pouco mais de duas horas pois houve poucas paradas.

4. Conheça os ônibus
São dois veículos identificados com as mesmas cores e logos que fazem transcurso idêntico no momento. O “titular”, de dois pisos é o clássico e inconfundível Hop-On Hop-Off. Nele predominam as cores vermelho e amarelo e conta com figuras ilustrativas de alguns dos pontos turísticos de parada além do desenho do trajeto idêntico ao dos totens das paradas.
De tão diferente para nossos olhares paulistanos é freqüente que transeuntes acenem para os passageiros do ônibus e também podem receber uma resposta carinhosa da equipe de condutora e cobrador. Os horários informados na programação referem-se a esse veículo.

O ônibus de dois andares tem capacidade para 62 pessoas, havendo 45 assentos na parte superior e 13 no primeiro piso. É confortável, limpo e possui ótimo sistema de som. Possui recursos de acessibilidade como piso rebaixado na entrada e assentos especiais além de uma dedicação incrível da equipe para qualquer tipo de ajuda. Os degraus para o segundo piso são íngremes, nada que não seja contornado pela fabulosa equipe, que já ajudou inclusive a subir passageiros nos braços, porém muito longe do ideal de acessibilidade.
Quando se aproxima das paradas a música que toca em boa parte do trajeto é interrompida (quando fui estava na rádio Nova Brasil) e são passadas informações sobre o ponto e locais de interesse nos arredores, complementando os textos do folder. Os três idiomas da gravação, português, inglês e espanhol são muito claros e claramente informam que há um ponto de parada.
Em cada ponto o veículo para durante dez minutos desde que alguém queira descer ou fazer fotos.
Ainda há wi-fi disponível no veículo gratuitamente. Consulte as normas de utilização.

O segundo veículo possui um único piso e circula 1 hora após o primeiro, servindo de apoio caso ocorra alguma intercorrência com o primeiro, sendo também bastante útil quando não se deseja aguardar longo tempo pelo primeiro para seguir o passeio após alguma parada. Não entrei nele.

5) Item dedicado exclusivamente à equipe
O veículo Circular Turismo SP de dois pisos é conduzido pela Marisa, de uma simpatia e dedicação enormes. Ajuda com dicas de locais para visitar e não tem qualquer pressa. O assim chamado cobrador é o Marcos, que participa de todo o circuito mais como um guia. Sugiro que conversem com ele e aproveitem todas suas informações.

Dicas especiais:
Os horários podem sofrer alguma alteração devido ao trânsito ou atraso na saída da República, que possui o maior tempo de parada.
Você pode acompanhar o trajeto do ônibus em tempo real pelos aplicativos Moovit ou COLETIVO ou fazer como fiz: telefonar para 0800-116566 que receberá a informação sobre onde exatamente os dois veículos estão. Quando fiz o trajeto o ônibus atrasou em 15 minutos sua saída da República e fui acompanhando o trajeto pelo fone 0800.

Prefira o segundo piso, pois tem visão privilegiada independente do lado. Contudo, o lado direito está sujeito a passar com muito maior freqüência próximo às árvores das ruas, pelo próprio fato do ônibus andar pela direita. Quando galhos batem na lataria o barulho assusta e também podem provocar dano se estiver com a cabeça ou braços para fora. No trajeto para a Liberdade há galhos batendo nos dois lados do veículo. Nada que não seja avisado sobre os cuidados pessoais com a vegetação.

Belas fotos podem ser obtidas de ambos os lados do veículo, pois o espaço é aberto. Atenção para o vidro dianteiro do segundo piso que vai sujando durante o trajeto e pode atrapalhar as fotos.

Se sua opção for pelo primeiro piso prefira os assentos centrais dos fundos devido à ampla visão que o grande vidro dianteiro fornece.

Leve um agasalho mesmo que seja no verão, pois como o segundo piso é aberto no local das janelas, sempre bate um vento geladinho ou uma brisa gostosa para os calorentos. Fiz uma segunda viagem em dia de garoa e esta também pode molhar seus braços.

Esteja atento se quiser visitar os museus, o Theatro Municipal ou o Centro Cultural SP, pois esses não abrem às segundas-feiras. Programe-se ou curta simplesmente o passeio num dia ensolarado.

E não se esqueça da pesquisa de opinião. Não queremos que esse serviço acabe não? Também queremos que o Circular Turismo SP melhore com nossas sugestões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *