As onças do Rio Pinheiros

Onças do Rio Pinheiros

Quem passou recentemente de automóvel, trem ou bicicleta ao longo do importante e atualmente muito poluído Rio Pinheiros, provavelmente notou um novo detalhe em sua margem: a presença de duas onças infláveis de proporções gigantes. Elas têm um aspecto muito natural, principalmente a que parece estar bebendo água do rio.

A intervenção inédita Hora da Onça Beber Água faz parte da terceira etapa da exposição Às margens do rio Pinheiros, que teve início no dia 19 de setembro, Dia Mundial da Limpeza da Água. O autor é o artista Eduardo Srur, reconhecido por suas intervenções urbanas de grandes dimensões.

As onças medem 12 metros de comprimento por 4 metros de altura, fazem alusão a um dos animais símbolo da fauna brasileira e remetem ao tempo em que estiveram presentes nas margens do rio, antes da urbanização da cidade e da contaminação das águas. Sua localização exata é em frente à estação de trem Pinheiros.

Com apoio da Associação Águas Claras do Rio Pinheiros a intervenção artística foi planejada para sensibilizar e conscientizar a população sobre a importância da recuperação desse rio e de seus afluentes, e estimular iniciativas de proteção e recuperação do famoso rio. Também é possível a colaboração financeira para auxiliar a causa do futuro do Rio Pinheiros, com recompensas na forma de obras ou objetos produzidos por Eduardo Srur.

Para mim, o tamanho e colorido das onças faz com que primeiro pareça que vamos ver algo lúdico, mas, antes de prestar maior atenção aos animais não é possível deixar de notar o rio extremamente poluído e fétido e refletir sobre esse sério problema da cidade de São Paulo.

Apenas mais uma observação a fazer: na divulgação pela internet, em vários sites, aparece a informação de que “as obras serão iluminadas por sistema de captação de energia solar já instalado próximo às margens do rio”. As fotos noturnas foram tiradas por mim em 05/11 e não havia qualquer iluminação exceto a luz da avenida. Uma pena, pois o acesso para fotos é mais difícil à noite e a Marginal do rio Pinheiros, bem como a estação de trem estavam lotados.

Aqui ficam dois endereços onde podem ser consultadas mais instalações desta e de outras obras do autor.

Onças do Rio Pinheiros
Foto da Internet
Onças do Rio Pinheiros
Cartaz presente na estação de trem Pinheiros – foto pessoal
Onças do Rio Pinheiros
Onças do Rio Pinheiros
Onças do Rio Pinheiros
Onças do Rio Pinheiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *